Abraco“Ouvindo cada ex-colega vemos quanta semente tem sido lançada. E vê-se que não foi em vão. Vimos que a semente continua sendo lançada de maneira diferente, por pessoas diferentes, mas com o mesmo propósito. É maravilhoso isto”, Ingrid Schwingel, ex-professora do CEAT.

No ano em que o CEAT comemora os seus 130 anos, diferentes ações estão sendo realizadas com o intuito de valorizar a história centenária do colégio. Entre as iniciativas, estão dois encontros já realizados com ex-professoras, que revisitaram espaços da escola e relembraram momentos vividos aqui, além de conhecerem novos lugares. Trata-se de um reconhecimento simbólico a todos os que contribuíram para o desenvolvimento do CEAT.
Nesta semana, seis ex-professoras participaram da reunião pedagógica da Educação Infantil e s Séries Iniciais. Ingrid Schwingel, Maria Irene Glufke, Helena Antoniazzi, Marlene Breitenbach, Inês Brunet e Adis Azevedo juntaram-se a equipe de professores que hoje atuam no colégio, um momento de reconhecimento e troca de vivências. O grupo também visitou o Memórias CEAT, espaço de resgate da história do colégio que está em fase de conclusão.
Em abril, uma atividade realizada pelo CEAT Social trouxe oito ex-professoras ao colégio, quando visitaram a Biblioteca, o Teatro e o Memórias CEAT. Na ocasião, estiveram na escola as ex-professoras Adis Azevedo, Helena Antoniazzi, Maria Irene Glufke, Inês Brunet, Susana Togni, Hedy Bohnenberger, Ildete Rahmeier e Ingrid Schwingel.
Ambas as ações contaram com a organização da professora Susane Elise Giongo. Ao longo do ano, outras atividades alusivas aos 130 anos serão realizadas.

Toshyro Inovação e Tecnologia