CincoGeracoesPreservar a história é inerente ao trabalho de educar e uma importante ação para que os alunos conheçam suas origens, bem como a constituição de outros povos. Neste sentido, o CEAT considera importante valorizar também a sua história centenária, preservando os registros do que aconteceu ao longo dos 130 anos da instituição. Com o intuito de organizar e centralizar este resgate histórico, desde 2018, o colégio iniciou o Projeto Memórias CEAT. A partir deste movimento, muitas histórias que se cruzam com a existência do colégio começaram a surgir.
Recentemente, integrantes da família Grün estiveram na escola para compartilhar histórias das cinco gerações de estudantes do CEAT, iniciada por Jacob Grün. O filho dele, Rudi Grün, foi da primeira turma de contabilidade do CEAT. A terceira geração a estudar no colégio foi representada por Luiz César Grün, que também atuou como professor. Os irmãos Fernanda, Júlia e Gustavo vieram posteriormente e, hoje, seus filhos são alunos do CEAT, em ambas as unidades.
Na visita à escola, César e Fernanda entregaram álbuns da família e documentos, como um boletim, ao diretor geral, Rodrigo Ulrich, e ao presidente da APPA e da Comissão Organizadora do Memórias CEAT, Marcello Motta. As filhas de Fernanda, atualmente alunas, Teodora e Cecília Grün Rosa, também participaram da reunião e da visita ao espaço que reunirá os registros.
Ao longo dos últimos três anos, o Memórias resgatou documentos como as Normas de Convivência de 1913 e a escritura do terreno do prédio antigo, uniformes, instrumentos musicais, troféus, o escaninho da antiga Sala dos Professores, carteiras e o caíco usado nas enchentes. Além disso, fotos e vídeos estão sendo digitalizados. Em breve, o espaço de visitação será aberto à comunidade escolar.

 

Toshyro Inovação e Tecnologia