Um dos prédios do CEAT Lajeado foi tema de estudo da arquiteta Karine Colling para o mestrado em Teoria História e Crítica da Arquitetura, ofertado pela Ufrgs. Na disciplina de Arquitetura Moderna e Contemporânea Brasileira no Sul, ela decidiu fazer a análise do Bloco 1 do CEAT, edificação dos anos 60 com muitos traços da Arquitetura Moderna.
Para compor seu trabalho, Karine, que é ex-aluna do colégio, conversou com os professores Ladair Rahmeier, Susane Giongo, Renate e Ingo Schreiner, que auxiliaram com materiais e informações, e também buscou fotos e projetos no acervo do colégio e no arquivo municipal. “Durante a realização dessa pesquisa, percebe-se algumas alterações que foram feitas em relação ao projeto original, como a pintura dos pilares e das abas, que originalmente eram em concreto aparente. Mas, a alteração que fica mais evidente é o fato de manter abertos para o exterior as circulações e o hall da sineta. No projeto original as circulações eram fechadas e a visão para o exterior aconteceria através de pequeninas janelas e o hall da sineta seria fechado com uma grande esquadria semelhante a existente nas salas de aula”.
Além do resgate dos documentos históricos, a arquiteta encontrou o colega de profissão João Paulo Umpierre Pohlmann que, aos 87 anos, fez questão de escrever a sua biografia para o trabalho. Ela também buscou informações sobre os demais arquitetos da obra: Luiz Frederico Mentz e Armando Piazza Filho.

 

Toshyro Inovação e Tecnologia