GirlUpA partir de reflexões desencadeadas pelas propostas do convênio com a Alemanha, um grupo de estudantes da 9ª série decide pela mobilização para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social.
O grupo mapeou e identificou demandas em relação à fome e, evidenciou uma demanda social menos presente em ações que visam transformar realidades.
Há meninas e mulheres com dificuldades para o acesso a absorvente higiênico, tendo violado o direito a necessidade básica de higiene e saúde.
O grupo traçou estratégias para alertar a sociedade e engajar as pessoas para doarem alimentos e absorventes.
Para isso, mobilizaram ações no colégio e nas redes sociais.
O Girl Up Lajeado, nome escolhido pelo grupo para identificar o projeto, entregará as doações para Sidan e EEEM Santo Antônio.
Com o auxílio da professora Carla Müller, o projeto será divulgado em Língua Alemã na Plataforma Pasch Net no item "Zeig dein Engagement!" que visa a realização de ações sociais na pandemia. (vide no link abaixo)
PASCH-net
PASCH Goethe-Institut Brasilien
https://www.pasch-net.de/.../video-wettbewerb-engagement...

LAO estudo e o aprendizado de línguas estrangeiras são diferenciais na formação dos estudantes do CEAT e possibilitam diversas oportunidades pessoais e profissionais. O CEAT é uma das sete escolas do Sul do Brasil reconhecidas pelo governo alemão como DSD Schule. Estas instituições são conveniadas com a ZfA - Zentralstelle für das Auslandsschulwesen, departamento do governo alemão para ensino de língua alemã no exterior, o que possibilita ainda mais oportunidades aos estudantes. Uma das ações especiais na qual o CEAT se engaja é a Semana da Língua Alemã.
A 5ª edição da programação acontece de 12 a 20 de junho em todo o país. No CEAT, a abertura aconteceu com uma fala da professora Roseli Kussler, coordenadora de Língua Alemã, e vídeos de música, um deles apresentado pelas alunas Isadora Schwingel e Laura Fröner Gonçalvez. Ao longo da semana aconteceram palestras com os professores Dr. Gõtz Kaufmann, da Uni Freiburg, e Matthias Kusche, da Alpadia Freiburg, e um momento de conversa com ex-alunos sobre estudar em universidades na Alemanha. A programação também contou com a entrega dos certificados de proficiência A1 e A2 e do Concurso de Leitura em língua Alemã 2020, produção de vídeos, concurso de leitura, jogos, músicas, filmes, curiosidades e gastronomia. No CEAT a Semana encerrou nesta sexta-feira com uma participação especial do cantor Moritz Garth.
A 5ª Semana da Língua Alemã é uma organização das embaixadas da Alemanha, Áustria, Suíça, Bélgica e de Luxemburgo. As ações têm o intuito de formar uma rede forte entre as pessoas que falam alemão e os amantes da língua alemã, despertando o interesse dos brasileiros para o idioma. O alemão é a língua mais falada na Europa, sendo assim, o evento pretende tornar o idioma, que facilita o acesso à cultura, tecnologia, ciência e inovação europeia, mais conhecido e popular para os brasileiros.

 

 RobertaA formanda de 2020 do CEAT, Roberta Reckziegel, foi aprovada em três universidades dos Estados Unidos: University of South Carolina, Colorado State University e University of Utah. Ao longo do Ensino Médio ela se preparou para concorrer às vagas fora do país e, a partir de agosto, ingressará com bolsa de estudos parcial no curso de Business, na University of Utah.

A partir da 2ª série do Ensino Médio, Roberta iniciou os estudos específicos para o SAT, processo seletivo das universidades norte-americanas, do qual participou no ano passado. Além de prova de conhecimentos, fazem parte da seleção: exames de proficiência em língua inglesa, produção de redações, cartas de recomendação escritas por professores do CEAT que acompanharam a trajetória da estudante no colégio. As atividades do currículo optativo escolhidas por Roberta também foram importantes para conquistar as vagas nas universidades. Ela cursou teatro, piano e integrou equipes de rendimento de basquetebol desde o Ensino Fundamental. O desempenho acadêmico no CEAT nas aulas obrigatórias e optativas foram considerados pelas universidades americanas.

 

CarpinejarO 15º Projeto Autor Presente do CEAT iniciou nesta segunda-feira com o escritor Fabrício Carpinejar. Ele falou com os estudantes da 8ª série do Ensino Fundamental a 3ª série do Ensino Médio de ambas as unidades sobre seu desenvolvimento como escritor e suas percepções da atualidade. Antes do encontro com o autor, os alunos tiveram contato com os livros Não atravesso a rua sozinho e Te pego na saída.
Ao longo dos próximos meses outros três escritores conversarão com os estudantes: Lulu Lima, autora de O fabuloso livro dos dedinhos e Quem abre o bocão – versão legumes; Jonas Ribeiro, escritor de O carrinho movido a carinho, A assustadora bola fria e a gata que ninguém via e Amigos do folclore brasileiro; Anna Cláudia Ramos, O escuro que mora dentro do escuro.
O Autor Presente é uma das iniciativas desenvolvidas pelo CEAT com o intuito de formar leitores, oferecer conhecimento cultural e entretenimento a partir do contato com textos de qualidade literária.

 AssembleiaA reflexão, o respeito mútuo, a tolerância e a cooperação são habilidades incentivadas em diferentes espaços sociais. A escola é um destes locais de desenvolvimento, onde, através de diferentes iniciativas, os alunos são acolhidos e têm espaço de fala.
Em ambas as unidades do CEAT, duas propostas estão envolvendo os estudantes de diferentes séries: as rodas de conversa e as assembleias de turma. A primeira ação é conduzida pelos professores coordenadores de turma da 5ª série do Ensino Fundamental a 3ª série do Ensino Médio. Utilizando técnicas como a nuvem de palavras, o storytelling e a contação de história, os docentes incentivam os alunos a expressarem seus sentimentos, tendo como tema central situações de superação que vivenciaram no período de pandemia ou ao longo de suas vidas. Além disso, o momento incentiva o exercício da escuta, da empatia e do acolhimento. Antes de conduzir a atividade, os professores participaram de um momento de preparação com a equipe de Orientação Educacional.
Já nas assembleias, realizadas há mais de dez anos, o objetivo é de melhorar as relações dos alunos a partir de debates em grupo e desta forma criar e ampliar as condições para cada um viver e refletir sobre as trocas realizadas no espaço escolar. Os debates, que acontecem ao longo do ano, são dirigidos pelos estudantes e acompanhados por professores e profissionais da Orientação Educacional. Cada assembleia conta com um coordenador, um organizador e um relator, que registra em ata os principais assuntos discutidos e as decisões tomadas. Neste ano, as assembleias acontecem para as turmas a partir da 1ª série do Ensino Fundamental em ambas unidades.
Além das rodas de conversa e das assembleias, voltadas para o Ensino Fundamental e Médio, as turmas da Educação Infantil realizam rodas de conversa conduzidas pelas professoras de acordo com a necessidade de cada grupo e a faixa etária dos alunos.

Subcategorias

Toshyro Inovação e Tecnologia