28.12BiraA Federação Gaúcha de Basquete divulgou esta semana os 10 cestinhas de cada categoria. Os atletas das equipes do CEAT/BIRA ganharam destaque nas classificações. Quatro jogadores do Univates/CEAT/BIRA, sub 12, ficaram entre os 10 mais pontuadores: Pedro Heineck Agostini, com 148 pontos, Artuzzo Baicco Nascimento, com 138, Eduardo Antônio Secco, com 126 e Vitor Augusto Serafini, com 126.

A equipe sub 13 Univates/ CEAT/BIRA também teve quatro atletas destaques: Leonadro Reali Dahmer, com 223, a maior pontuação do campeonato; Stefano Fiorioli Dahmer, com 132, Luis Pedro Kraemer, com 124 e João Pedro Siqueira, com 106.

Na categoria sub 15, o atleta do Fruki/ CEAT/BIRA Sandro Gabriel da Silva Santos ficou em terceiro lugar, com 383 pontos convertidos.

Para o técnico Ubirajara Hertzer, o Bira, a conquista dos atletas é uma vitória de equipe. “Os cestinhas só conseguem uma boa performance quando toda a equipe dá boas assistências, pega rebotes e faz uma boa defesa. Então, essa conquista é o resultado do esforço do time, da equipe. Os meninos estão de parabéns pelo destaque que o Clube Atlético Ubirajá obteve no campeonato”, comenta o treinador.

As categorias de base do CEAT/BIRA contam com a parceria da Prefeitura Municipal de Lajeado. São patrocinadores a Univates, Docile e Fruki. São apoiadores a Unimed, Vidraçaria Lajeadense, Kikão Lanches, Padaria Suíça, Restaurante Prâmios, Restaurante Henicka, Restaurante Tombado e Restaurante Q’Delícia.

28.12IluminacaoCuidar e contribuir para que o mundo seja mais sustentável não é apenas conteúdo de sala de aula no CEAT. O colégio se mantém atento e implementando constantemente ações que contribuam com o planeta.
Ao longo de 2017, as lâmpadas do Livro e do Ginásio, onde estão as quadras esportivas da escola, foram substituídas de fluorescentes por LED. A tecnologia diminui consideravelmente a quantidade de trocas das lâmpadas e o consumo de energia elétrica. Estas mesmas substituições estão acontecendo, de acordo com a demanda, em todas as salas de aula dos blocos 1, 2 e 3. Além disso, a iluminação do estacionamento localizado no subsolo do Bloco 4 passou a ser controlada por sensores. Desta forma, o consumo de energia elétrica também foi reduzido.
O descarte das lâmpadas que não podem mais ser utilizadas é feito através da logística reversa. O método permite que os resíduos sejam recolhidos e reaproveitados de maneira ambientalmente adequada.
As mudanças no sistema de iluminação do CEAT aconteceram a partir de estudo desenvolvido pelo professor de química do colégio, químico industrial e engenheiro ambiental Alexandre Batista Machado de Souza.
O CEAT já recebe reconhecimento de órgãos públicos e universidades como modelo de sustentabilidade desde a inauguração do prédio novo, em 2012. O local, que abrange  os blocos 4 e 5, a Biblioteca e o Teatro, conta com sistema de reaproveitamento da água da chuva, telhado verde que favorece o isolamento acústico e a manutenção das temperaturas e janelas que permitem o melhor aproveitamento da luz natural.

26.12AFS

O CEAT é uma das escolas parceiras da AFS, organização que tem o objetivo de promover o intercâmbio cultural e a integração dos povos. Através da parceria, os estudantes podem se inscrever para intercâmbios em mais de 50 destinos espalhados pelo mundo. As viagens, que permitem que os alunos continuem estudando regularmente no Ensino Médio, podem ser feitas de forma paga ou através de bolsas de estudo.
Além disso,o intercâmbio cultural pode acontecer dentro da casa do estudante do CEAT. As famílias podem se inscrever para receber alunos de todo o mundo e assim oportunizar a troca de vivências e de experiências através do olhar de um jovem de outra nacionalidade.
As vagas para fazer intercâmbio a partir de setembro de 2018 estão abertas. As famílias que têm interesse em receber estudantes a partir de agosto também podem se inscrever.
Os interessados devem entrar em contato com o núcleo da AFS em Lajeado, através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Mais informações também podem ser obtidas no site www.afs.org.br.
A parceria do CEAT com a AFS foi firmada de forma oficial recentemente, porém há muitos anos estudantes do colégio se inscrevem para participar das viagens de estudo promovidas pela organização. Além disso, há 30 anos o CEAT oferece intercâmbio para a Alemanha e há quatro anos para o Canadá através de parcerias com outras escolas e agências de viagens. Como forma de preparação dos alunos para estes intercâmbios e para outras vivências de estudo, de trabalho ou de crescimento pessoal, o CEAT preza pelo ensino das línguas alemã e inglesa como parte do currículo obrigatório e oferece aos estudantes provas de proficiências que atestam o seu conhecimento nos idiomas.

11.12OlimpiadasAlunos de ambas as unidades do CEAT estiveram na Univates na última sexta-feira para as premiações da 7ª Feira de Ciências, da 9ª Olimpíada de Informática (Olinfu) e da 20ª Olimpíada de Matemática (OMU).
Na Feira de Ciências, os estudantes João Pedro Müller Lima, Júlia Schneider e Peterson Haas ficaram em 1º lugar na categoria Ensino Médio, com o trabalho “Aplicação de substrato da erva Portulacaoleracea em colônias de Propionibacterium acnes”. A colocação dá acesso a bolsas de inicação científica e à Mostratec 2018.
A 2ª colocação da mesma categoria é da pesquisa “GRL – Garrafa refrigeradora de líquidos”, dos alunos Augusto Schmidt Lenz e Fernando Welzel. No Ensino Fundamental, o CEAT ficou em 3º lugar, com o trabalho “Consequências do consumo de bebida alcoólica na adolescência”, desenvolvido pelos estudantes Ana Laura Werner Balbinot, Eduarda Kremer e Júlia Berté. Os três projetos receberam menção honrosa.
Na Olinfu, os estudantes Andrey Antonio Schneider e João Pedro Müller Lima ficaram com a 3ª colocação no Nível 3.
Na OMU, os alunos Ana Gabriel Portanova e João Pedro Muller Lima receberam menção honrosa, como destaques da escola.
Ao todo, sete duplas de estudantes ficaram entre os melhores colocados e receberam medalhas: Catharina Sessi Bastiani e Pedro Henrique de Souza (1º lugar da 5ª série); Manoela Lopes Guahyba e Melina Schmitt de Campos (3º lugar da 7ª série); Ana Laura Werner Balbinot e Laura Machado Crespo e Luca Postali Colombro e Marcelo Welzel (1º e 2º lugares da 8ª série); Ana Gabriel Portanova e João Pedro Muller Lima e Lucca Keunecke Isse e Anderson Guilherme Schneider (empatados em 1º lugar da 1ª série E.M.); e Lucas Fernandes Mein e Pedro Markus Rodrigues (3º lugar da 3ª série E.M.).

08.12EnemO Colégio Evangélico Alberto Torres – CEAT, Unidade Lajeado, é pelo quinto ano consecutivo a melhor escola do Vale do Taquari no desempenho dos alunos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), principal instrumento de avaliação da Educação Básica no país. De acordo com dados divulgados pela Consultoria Meritt sustentados por indicadores do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Inep), o CEAT é a 3ª melhor escola do Rio Grande do Sul e a 5ª melhor do Sul do Brasil. O ranking leva em conta o desempenho nas provas de 2016 nas questões objetivas. Se somada a nota da redação, o CEAT é a melhor escola gaúcha e a 2ª no Sul do país.
Até 2016, o ranking do Enem era divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), porém a partir deste ano o órgão federal divulga apenas microdados do exame, sem classificação. As informações oficiais divulgadas em 28 de novembro foram apuradas pela empresa de consultoria em educação Meritt, de Florianópolis (SC), e divulgadas nesta quinta-feira, dia 07 de novembro.
O CEAT alcançou 616 pontos nas questões de linguagem, 717 na matemática, 629 nas ciências naturais, 649 nas ciências humanas e 779 na redação, totalizando 653 pontos. Com este desempenho, no país, o colégio é o 171º no ranking tradicional (sem a nota da redação) e 144º na classificação com a redação.
O diretor geral do CEAT, Rodrigo Ulrich, destaca que “o Enem tem sido um indicador importante para o trabalho no CEAT. Novamente levamos Lajeado e o Vale do Taquari à referência educacional no estado. A cada ano o resultado fica ainda melhor. Isto só aumenta o nosso compromisso, a nossa responsabilidade. Fazemos sempre uma análise criteriosa dos resultados para verificar o desempenho. Esta liderança é fruto de um trabalho com vínculos fortes de estudantes comprometidos com o estudo, pais que entendem educação como investimento e professores comprometidos com a sua missão de ensinar”.
Ele completa: “temos um currículo que privilegia o conteúdo no sentido amplo como agente emancipador na formação do estudante. São resultados em todas as áreas, todas as frentes em que o CEAT oportuniza aos seus estudantes. A educação é muitas vezes elegida pela sociedade como a solução para problemas sociais, culturais. Assumir isto requer um projeto forte, consolidado, qualificado e capaz de interagir com a sociedade. Portanto um árduo trabalho. Aprender e ensinar exige esforço. E quando esse esforço é coletivo, é de todos os envolvidos, os objetivos são atingidos e a comemoração é de todos”.

 

Foto: Turma que fez a prova em 2016.

Subcategorias

Tecnologia - Toshyro.net