Blog Além das Palavras...

Esta atividade integrou o Projeto Reinventando a Infância 2018 para as turmas de 1ª a 4ª série.


*As frases foram criadas por alunos em processo de alfabetização.

RI1

RI2

RI3

RI4

RI5

RI6

RI7

RI8

 

As palavras foram escolhidas pela 1ª série, que listou PALAVRAS DE CRIANÇA. Também foram incluídas palavras escolhidas pela 3ª série.
Na transcrição das escritas, mantivemos a estrutura elaborada pelas crianças.

A.le.gria
Alegria a gente sente quando estamos com um amigo, brincadeiras e diversão.
Diversão, ter paz e amor e ser feliz, ter coração e ficar com a família. Isso que eu sinto.

A.mi.gos
Amigo é uma das pessoas mais importantes da minha vida. Tem uma charada sobre eles, se tem uma amiga, faça para ela: O que é, o que é? É difícil de achar e fácil de perder?

A.ni.mal
É um bicho que você pode ter na sua casa.

A.ni.ver.sá.rio
Aniversário para mim é quando a gente completa anos e ganha presente, mas o mais legal é a família.

An.jo
É uma pessoa que era muito boa, que morreu e está no céu.

A.ven.tu.ra
É se aventurar, explorar os lugares.

Ba.lão
Balão é uma coisa que criança gosta muito e depois deixa largado em casa sem motivo.

Bar.ri.ga
Lugar que vai a comida e o intestino fica dentro dela.

Bas.que.te
É um jogo que o objetivo é fazer cesta e defender. Tem que tentar fazer a cesta e vai até conseguir e picar a bola e tentar fazer cesta.

Bei.ja-flor
Beija-flor é a única ave que consegue voar para trás.

Bi.ci.cle.ta
É tipo um veículo que não polui o meio ambiente porque não gosta de gasolina.

Bo.ca
Usamos para comer e beber.

Brin.ca.dei.ra
Diversão e felicidade.

Brin.ca.dei.ra
Brincadeira é uma coisa que se reunimos para se divertir juntos.

Brin.ca.dei.ra In.ven.ta.da
É uma brincadeira que nem todos conhecem.

Brin.car
Pode se reunir com amigos e fazer diversas coisas, como: correr, se esconder, fugir de outra, como pega-pega e esconde-esconde.

Brin.que.do
Uma criação para divertir as crianças, eu dou até os dias de hoje.

Bru.xa
É uma velha mulher que tem magia.

Ca.be.ça
Segurador da visão, olfato, fala e audição.

Ca.be.lo
Cabelo para mim serve para esquentar e deixar a gente ficar bonita.

Ca.ri.nho
Tratar uma pessoa bem. Abraçar, beijar, fazer um ato de amor. Ser amigo dessa pessoa.

Ca.sa
Um lugar que você compra e mora e se muda de casa.

Ca.pa.ce.te
Ele serve para proteger a cabeça das pessoas.

Céu
É uma coisa que fica lá em cima.

Ca.dei.ra
É um retângulo baixo com quatro pernas e um encosto para se encostar quando se sentar.

Ca.der.no
Tem uma capa dura e várias folhas.

Ca.lop.si.ta
É uma ave que a maioria não é mansa e veio da Austrália.

Ce.lu.lar
É uma coisa que toda criança gosta, mas o tempo acaba rápido.

Chão
Para se pisar e para botar coisas em cima e para limpar.

Cha.to
Chato é uma pessoa que é egoísta, não deixa as coisas e incomoda os outros.

Chi.mar.rão
Chimarrão é erva com água quente. Uma tradição gaúcha que eu amo de coração.

Cho.co.la.te
Um chocolate é feito de cacau, eu gosto de chocolate e eu acho que é bem raro não achar bom.

Co.le.gas
Um sentido de amizade. Parceria, alegria, amor e felicidade.

Com li.cen.ça
É pedir para a pessoa dar o lugar para o outro.

Co.mer
É uma coisa deliciosa que toda a criança ama fazer.

Cui.dar
Tomar cuidado com as coisas perigosas.

De.lí.cia
Pessoas felizes por perto; família por perto da gente; os pais por perto; uma pessoa boa como amigo(a); uma palavra boa para falar; elogiar a comida de alguém.

De na.da
Por exemplo: Pode me emprestar a borracha, por favor? - Posso. - Obrigada. - DE NADA.

Des.can.so
A hora do descanso é uma hora que a gente relaxa para quando a gente acordar estar bem-disposto.

Di.a.man.te
Diamante é uma pedra brilhante que é valiosa e traz sentimentos valiosos para mim.

Di.re.tor
É uma pessoa que é mais que um professor e quando um aluno não se comporta ele xinga e ensina os alunos.

Di.ver.são
Diversão é brincar muito e ir ao parque de diversão. Rir, ficar feliz. Diversão é tudo para as crianças, pros adultos; diversão é futebol, basquete, jogar. Diversão é muito legal, é muito show, é tudo. É alegria, é amor, é diversão, é brincadeiras, é fazer amigos.

Di.ver.são
Diversão é se divertir. E significa quando a pessoa está muito feliz brincando.

Di.ver.ti.men.to
Se divertir no recreio e no momento de brincar.

Do.ce
Doce é um tipo de comida que toda a criança gosta e é cheio de açúcar e chocolate.

En.can.tar
Encantar é quando a pessoa está encantada, é quando ela se encanta.

Es.co.la
E um lugar onde você estuda e aprende várias coisas e contas x, +, -.

Es.cre.ver
A gente aprende a escrever para poder ler.

Es.to.jo
É um porta objetos.

Es.to.jo
Uma bolsa com dois ou três fechos que guardamos nossos materiais de escrever, de recortar, de colar, etc.

Es.tu.dos
É onde as crianças aprendem, conversar com os colegas e com a professora. A professora explica as atividades.

Eu
Eu sou um humano com 2 braços, 2 pernas, uma cabeça, com duas orelhas e dois olhos e um nariz e uma boca e uma nuca e uma barriga.

Faz de con.ta
É uma brincadeira na imaginação das crianças.


Autoconfiança.

Fe.li.ci.da.de
Pra mim felicidade é estar bem, é não ter nenhum problema, ser alegre, ser feliz, gostar das pessoas, saber amar, ajudar as pessoas quando elas precisarem, cuidar das pessoas, cuidar da natureza, ajudar os animais, tratar os amigos de um jeito bom, gostar de todo mundo, não machucar as pessoas e os animais.

Fi.fa 19
É um jogo de futebol que você joga no videogame.

Fo.fu.ras
Fofuras são coisas gentis.

Fô.le.go
Quando uma pessoa corre e fica respirando fundo.

Fu.te.bol
É um esporte muito competitivo que tem muitos campeonatos: Champions League, Copa do Mundo, Libertadores, Copa do Brasil. O objetivo é defender e fazer gol.

Fru.ta
Fruta é uma comida que tem vitaminas.

Ga.lá.xias
Nas galáxias têm vários planetas, é muito longe, tem asteroides, buraco negro e de minhoca.

Gol
Pode ser de qualquer maneira do gol, tipo: da área de dentro e de fora da área.

Gra.ma
Conteúdo fofo para o chão.

Gui.tar.ra
Um instrumento que é do rock e faz barulho pra valer.

I.ma.gi.na.ção
É uma brincadeira que toda a criança gosta.

In.fi.ni.to
Infinito é uma coisa que dura um tempo muito grande.

Ir.mã
Irmã é uma pessoa que sempre esteve ao nosso lado e sempre vai estar, mesmo as vezes dano um pouco de trabalho.

Je.sus
O nosso Deus, o Criador do nosso mundo. Criou as pessoas e etc. Jesus fez o mundo todo.

Jo.gos
Jogos são uma brincadeira só que é sentado que se joga.

Har.mo.nia
Harmonia é agradecer a nova vida boa e comer a nossa comida e não tocar fora porque tem muita gente sem comida e sentir-se em paz.

Har.mo.ni.a
Paz, calma, alegria, sentimento por alguma coisa que fez, arrependimento, tristeza, tudo que eu tenho para falar sobre harmonia.

He.ran.ça
É quando a gente herda, ou melhor; quando a gente pode ficar com alguma coisa, que quando alguma pessoa morre a gente fica com as coisas.

Ho.je
A palavra significa que hoje é um dia. Um exemplo: hoje é dia 01 de outubro. E vai passar para outro dia.

Ho.nes.ti.da.de
Honestidade é uma coisa que toda criança tem. E também significa falar a verdade.

Ho.ra
A hora é tempo e tempo é segundo. Hora está no relógio que anda a cada 60 minutos. Hora para mim é tempo. O dia tem 24 horas.

La.ço
Costurar ou amarrar um tecido ou corda.

Lá.pis
Lápis é uma coisa que escreve com a ajuda das nossas mãos.

Le.al.da.de
É ser amigo. Não trair o outro. E não mentir para o outro. E não fofocar sobre o outro.

Ler
A gente precisa ler para saber estudar. Saber o que tem que fazer em um livro de estudar. E para curtir histórias.

Li.vro
Significa uma coisa para não botar no chão e sim no livro e o mundo melhor.

Ma.mãe
Amor, cuidadosa, querida, linda amorosa, feliz, coragem, brincalhona, falante, ajuda, legal.

Mão
Parte do corpo que se usa para pegar coisas.

Me.sa
Coisas para botar coisas como: copos, talheres, comida, panela, eletrônicos, etc.

Mo.chi.la
Mochila para mim é uma coisa que os estudantes precisam e está sempre cheia de material, é muito aprendizado.

Mun.do
Pra mim o mundo é um globo e dentro dele tem cidades, ruas, montanhas, mundos. E dentro do mundo tem vidas.

Na.riz
Uma parte humana que usamos para respirar.

Nu.vem
Nuvem é só uma neblina no céu. Quase todo mundo acha que é de algodão.

O.be.de.cer
Respeitar adultos e amigos e idosos de mais idade.

O.bri.ga.do
É um jeito de agradecer.

Oi
A palavra oi significa dar oi para um amigo ou para conhecer um amigo.

O.lhar
É uma parte do corpo que é utilizada para ver as coisas invisíveis.

Ou.ro
Um objeto ouro de se encontrar e que vale muito. E a família é um ouro para nós de tão precioso.

Pa.pai
É divertido, brincalhão, amoroso, querido, amoroso, é o meu amor. Eu adoro o meu pai, a pessoa que me defende de uma briga e outras coisas.

Pa.pel
Escrevedor de palavras, textos e desenhos, etc.

Pa.ra.béns
É uma palavra que a gente usa quando alguém faz algo muito bom ou no dia do aniversário.

Pa.ra.le.le.pí.pe.do
É onde você corre, anda de bicicleta e passam carros.

Pas.sa.ri.nho
Um animal voador que é muito fofo. É possível ele dançar e cantar, tem penas, é pequeno e quando andamos ele fica com medo e assustado e ele foge.

Pas.sa.ri.nho
Significa um animal que voa e é lindo e colorido e as pessoas adoram.

Pa.ti.ne.te
É um automóvel, também um brinquedo de parquinho, tem 3 rodas, que andam.

Paz
A gente só usa essa palavra quando estamos no meio de uma guerra e significa que não é para brigar.

Pei.xe
Peixe é um animal que pode ser pescado e fritado.

Pes.soa
Nós somos as pessoas.

Pla.ne.ta
É onde moram várias pessoas, só que o nosso planeta está poluído, principalmente o rio Taquari.

Por fa.vor
É uma coisa que você pede muito.

Pre.sen.te
É um brinquedo ou um objeto que a gente ganha de Natal, de dia das crianças, etc.

Pro.fes.so.ra
Uma pessoa que é compreensiva, que ajuda sempre que precisamos, é divertida e alegre e nos ensina muito. Nos ajuda a nos tornarmos grandes profissionais no futuro.

Pu.lar Cor.da
É de três, duas giram a corda e uma pula. Eu sinto felicidade!

Re.cre.io
Brincar e se divertir e relaxar a cabeça num tempo determinado.

Res.pei.tar
Dizer palavras mágicas é saber ter educação, é paz, é não brigar, é saber ter amigos com respeito.

Ro.bô
Máquina que se usa para fazer coisas automaticamente e traduzir línguas.

Sa.la
Amizade, conhecimento, aprendizado. Eu adoro vir para a escola porque esse ambiente é muito legal.

San.gue
Significa uma coisa que tem na nossa veia, hereditário.

Sau.dá.vel
Saudável é uma pessoa que não come porcaria, mas sim frutas. Não toma muito suco de caixinha, e sim natural.

Sol
É uma coisa que fica no céu e ilumina o mundo pra não ficar escuro.

Sor.ve.te
Significa que é um doce que é gelado, gostoso, pode tomar e comer com casquinha, vários sabores, como chocolate, creme e etc.

Te.le.vi.são
Aparelho que transmite desenhos, notícias e novelas.

Tem.po
O tempo nunca para! O tempo ajuda saber quando é noite e quando é dia. Ele nos ajuda muito.

Tê.nis
Uma coisa para usar no pé e para não molhar o pé.

Ter.ra
Castelo de terra, desenhar na terra, plantar as flores, serve para plantar os alimentos.

To.le.rân.cia
Por exemplo: Mãe, me dá dor de barriga quando tomo leite. Filha, então você tem tolerância a leite.

Tur.ma
Turma é pessoas que a gente pode confiar para tudo.

Um.bi.go
É uma bolinha que fica na barriga. É para alimentar o bebê.

U.ni.ão
São pessoas ou coisas que se juntam e ficam unidas, elas ou eles viram amigos.

U.ni.cór.nio
Uma magia com fantasia e pensamos em sonhar, com isso consigo tirar o sério e ficar em harmonia.

U.ni.for.me
Uniforme é uma roupa, para ir para escola, futebol ou dança.

U.ni.ver.so
É uma coisa muito grande de pensar.

Ver.da.de
A pessoa que fala a verdade é uma pessoa feliz. A palavra verdade é uma ótima palavra para se usar.

Vô.lei
É um esporte bem divertido, quer dizer eu gosto, pelo menos tem alguns que não e alguns que sim, eu gosto de fazer vôlei. Fim.

 

*Esta atividade integrou o Projeto Reinventando a Infância, realizado ao longo do mês de outubro.

Autora: Laura Barzotto Klafki
Turma: 3ª série do Ensino Médio
Unidade: Região Alta
Professora: Flávia Zanatta


A obra cinematográfica O Pianista, dirigida por Roman Polanski, retrata a história de um famoso pianista judeu que trabalha na rádio de Varsóvia e vê seu mundo ruir com o começo da Segunda Guerra Mundial. O filme apresenta de forma realista os decretos antissemitas, como o dever de ter uma estrela costurada às roupas e a proibição de frequentar restaurantes cristãos, teatros, cinemas ou qualquer outra forma de diversão. No Brasil dos dias atuais, felizmente, todo cidadão tem direito ao livre-arbítrio, à liberdade, dignidade e igualdade. Entretanto, sabemos que a discriminação social e a desigualdade têm sido fatores determinantes ao definir o acesso à cultura – barreiras que precisam ser ultrapassadas.
É notável que os maiores centros de arte e cultura estão localizados em regiões específicas, geralmente nos bairros centrais ou melhor desenvolvidos das cidades. Isso faz com que grande parte da população periférica acabe se desmotivando ao precisar se deslocar por uma grande distância para poder frequentar qualquer evento cultural. Além de ser estressante enfrentar o trânsito das grandes metrópoles, os transportes públicos são caros e de má qualidade – incomodações que seriam evitadas se houvesse maior número de cinemas e teatros, por exemplo, nos bairros dos municípios.
Ainda, sabe-se que a cultura, além de proporcionar entretenimento, é também uma ferramenta para a educação do povo brasileiro e desenvolvimento do país, uma vez que permite facilitar a compreensão das linguagens e do contexto social em que a arte é criada. Infelizmente, boa parte da população de nosso país não tem acesso a produções culturais, como museus, cinemas, teatros e exposições artísticas, e a esmagadora maioria não possui o hábito da leitura, fatores que contribuem para os índices de analfabetismo e colocam nosso país nas últimas colocações no ranking de educação mundial.
É evidente, portanto, que o desafio da democratização cultural é fruto da discriminação dos menos privilegiados economicamente e da desigualdade presente nas cidades brasileiras. A fim de atenuar o problema, o governo tem o dever de disponibilizar centros culturais mais acessíveis à população, além de um sistema de transportes mais eficaz. Além disso, cabe à família e à escola o incentivo à cultura desde cedo, para despertar o gosto pela arte. Assim, a imensa diversidade do país poderá ser melhor valorizada e respeitada por todos.

Autora: Ana Carolina Dalla Vecchia
Turma: 3ª série do Ensino Médio
Unidade: Região Alta
Professora: Flávia Zanatta


Caso Mendel estivesse presente no século XXI, possivelmente aplicaria horas de estudo para entender por que o gene recessivo da apreciação pela cultura está se tornando praticamente inexistente. O Brasil pré-colonial se aproxima mais da Grécia antiga, sociedade de grande esplendor cultural, do que o Brasil contemporâneo, onde nunca se fez presente na coletividade a vontade em massa e a possibilidade de ler, frequentar teatros, museus ou até exposições artísticas com regularidade.
A falta de interesse pelos artefatos culturais não é característica somente da sociedade civil; o governo federal, segundo o artigo 215 da Constituição, tem o dever de fornecer à comunidade social acesso à cultura, além de apoiar e incentivar a difusão das manifestações culturais. Entretanto, a prática é sonegada e a porcentagem tributária que seria remetida à cultura é desviada ou reduzida. O trágico incêndio que, no trimestre passado, ocorreu no Museu Nacional, foi uma flagrante amostra do descaso governamental com a cultura nacional.
Junto à falta de interesse há a impossibilidade econômica da coletividade. Gastar capital com cultura, quando se ganha o suficiente apenas para não viver na miséria, é um supérfluo impossível. Um livro tem um custo altamente elevado para quem se enquadro nas classes pobres, uma entrada de cinema custa uma “refeição de vento”. Carolina Maria de Jesus, em seu diário atemporal, retrata com veracidade o que os moradores da favela, quarto de despejo das cidades, passam quanto à cultura: falta de dinheiro para alegrar a alma desfrutando da arte.
Para Rousseau, filósofo iluminista, “a única maneira de mudar a concepção das pessoas é através da educação”. Diante dessa ideologia, cabe às escolas, em parceria com as secretarias regionais de cultura, promover apresentações e oficinas que mostrem às crianças a importância da cultura na sociedade nacional. O Estado deve instaurar a isenção de cobrança para quem não tem condições financeiras de acesso a livros e teatros, além de comprometer-se no repasso financeiro a institutos públicos culturais. Com isso, a sociedade se tornará integralmente rica em cultura e remediada contra a pobreza artística.

Autora: Eduarda Bagatini Eccher
Turma: 3ª série do Ensino Médio
Unidade: Região Alta
Professora: Flávia Zanatta


A degradação ambiental assume papel de destaque no desenvolvimento humano do século XXI. Viver em uma sociedade que carece de capacidade crítica sobre o que é ambientalmente benéfico e responsável acaba por tornar-se um caminho para a destruição de um ambiente natural, que poderia propiciar, futuramente, uma melhor qualidade de vida para a nação.
Dentre as atitudes populacionais ambientalmente incorretas no cotidiano, é de grande destaque o descuido relacionado ao destino do lixo. Inúmeros indivíduos não buscam fazer a separação correta nem demonstram se importar com isso. De mesmo modo, mais da metade da população brasileira usa as sacolas plásticas distribuídas nos supermercados incessantemente, evidenciando a pouca preocupação com a importância da substituição delas por sacolas reutilizáveis e recicláveis.
Em segundo plano, insere-se nesse contexto a poluição gerada pelos automóveis e variados meios de transportes poluidores, emissores de dióxido de carbono, componente químico crucial para a intensificação do efeito estufa. Mesmo que uma pequena parcela da população opte por meios de transporte público para sua migração pendular, é de extrema importância que a conscientização humana se intensifique e dissemine, para que um número ainda mais considerável se mobilize e utilize meios coletivos, visando ao bem nacional.
Desse modo, políticas públicas de conscientização ambiental podem ser promovidas pelas escolas, para entregar nas mãos dos jovens a responsabilidade do futuro do país. Além disso, palestras podem ser organizadas a mando do governo para a População Economicamente Ativa (PEA) do Brasil, com o intuito de fazê-la refletir sobre suas ações em âmbito global.

Tecnologia - Toshyro.net