Blog Além das Palavras...

Estudante: Leonardo Gonzatti Heisler
Turma: 9ª série A
Unidade: Lajeado
Professora: Latícia Gracioli

Para a escola não precisava ir,
estudava em casa, sem sair.
Todavia, tive que prosseguir,
ao colégio seguir.

Não tenho nenhum amigo,
ninguém quer ficar comigo.
Meu rosto deve ser o motivo,
é um problema antigo.

Hoje fui ridicularizado.
Por que são tão malvados?
Prefiro ser ignorado.

O que vai ser de mim?
Não pedi para ser assim,
mas tenho que aguentar até o fim.

Estudante: Luca Postali Colombo
Turma: 9ª série A
Unidade: Lajeado
Professora: Latícia Gracioli

 

Uma vez, um menino nascera,
ordinário via-se que ele não era,
da mãe para UTI
um sol acabara de surgir.

Um astronauta queria ser,
pois seu rosto podia esconder
e assim os outros surpreender.

Para a escola foi por insistência,
logo, virou motivo de chacota,
mas fingia resistência.

Incrivelmente, achou pessoas para lhe dar suporte
as quais poderia chamar de amigo.
O sol agora brilha mais forte,
disse adeus ao seu abismo.

Estudante: Marcelo Welzel
Turma: 9ª série A
Unidade: Lajeado
Professora: Latícia Gracioli

 

Quando você é feio pra danar
e começam a te zoar,
o melhor a fazer é procurar
alguém para te ajudar

Pode ser um amigo,
mas cuidado com os inimigos!
Podem estar em qualquer lugar,
prontos para atacar.

Ao querer revidar,
cuide para não se passar,
pois isso fará piorar.

Se não melhorar,
deverá contar
para alguém que faça isso passar.

Estudante: Eduardo Knecht Collett
Turma: 9ª série A
Unidade: Lajeado
Professora: Latícia Gracioli

 

Dentro da escola, estou a caminhar
Em busca da nova sala em que vou estudar
Encontrei-a, então agora vou em uma cadeira me acomodar
Mas espere, há um menino com uma diferente cara à sala olhar.

Coitado, é provável que ainda não saiba o que vai passar
Sofrerá bullying até não mais aguentar
Poderia tentar ajudar com a escola se acostumar
Mas de uma, duas pessoas teriam que o bullying suportar.

Por enquanto vou apenas observar,
Mas estarei pronto para ajudar,
Pois não deixarei o bullying a vida lhe tomar.

O professor entra e começa a falar
Palavras que agora não quero escutar
Então, o menino de rosto deformado levanta e começa a falar.

Estudante: Arthur Streit
Turma: 9ª série A
Unidade: Lajeado
Professora: Latícia Gracioli


Auggie foi pela primeira vez à escola
Julian já estava na sua cola
Com Fredie Kruger o comparou
Auggie ficou muito triste, em casa, chorou

Jack parecia ser um amigo legal
Mas pelas costas, de Auggie falava mal
Durante o Hallowen, ele falava:
“Se eu fosse o Auggie, eu me matava”

Por não conhecer ninguém, o astronauta achou que não era normal
Acabou se tornando antissocial,
Mas nem tudo era ruim,
Summer ficou ao seu lado até o fim.

No final, todos fizeram as pazes
Viram que tudo era apenas uma fase
Agora, se preocupam com seu bem-estar
Moral: os outros, é preciso respeitar.

Tecnologia - Toshyro.net